Cronologia Histórica

Você está em: Home / Cronologia Histórica

  • 1535 - Ângela Merici, nascida por volta de 1474, em Desenzano, funda a Companhia de Santa Úrsula, em Bréscia, a 25 de novembro. Seu objetivo é ajudar as jovens a servir a Deus, como consagradas sem obrigações de votos,no meio de um mundo paganizado.1536 Aprovação da Regra pelo Bispo de Bréscia.
  • 1537 - Primeiro capítulo geral: Ângela Merici é eleita Madre Geral.
  • 1540 - 27 de janeiro: morte de Ângela. A "Madre" deixa à Companhia sua Regra, suas recordações, seu Testamento e, sobretudo, seu exemplo. A Companhia de Santa Úrsula se difunde na Itália, sobretudo graças à influência do Arcebispo de Milão, o Cardeal Carlos Borromeu. Em Bréscia, como em Milão, algumas circunstâncias levam as Ursulinas a se reunirem para o apostolado junto às meninas.
  • Essa vida em comum dá origem às casas de Ursulinas Congregadas.
  • 1544 - Bula de Pedro III, que aprova a Regra de Ângela Merici. A Companhia de Santa Úrsula se difunde nos Estados Pontifícios do Sul da França.
  • Francisca de Bermond, após ter levado vida de Ursulina na família Avignom, funda a casa de Isle Sur.
  • 1594 - Sorgue. Segundo a Regra de Tournon ( 1597), o principal apostolado das Ursulinas continua sendo a das escolas da Doutrina Cristã.
  • 1612 - Sob a influência e proteção de Madame de Saint Beuve, as Ursulinas congregadas de Paris se tornam religiosas de votos solenes, Seu apostolado se concentra na educaçãodas jovens, em internatos e escolas gratuitas para alunas externas pobres.
  • Pouco a pouco, no transcurso do século dezessete, na França, a maioria das casas deUrsulinas congregadas transforma-se em mosteiros autônomos. Segundo a origem de fundação e as constituições observadas. Constituem-se agrupamentos de mosteirosdenominados congregações, dos quais os mais importantes são, por ordem cronológica:
  • Paris ( 1612), Toulouse ( 1615), Bourdeaux ( 1619), Dijon ( 1619) e Lyon (1620). Desde 1622, os mosteiros de Ursulinas se implantam além das fronteiras da França, instalando-se na atual Bélgica, e de lá se espalham na Alemanha, Holanda, Áustria, Hungria, Itália eTchecoslováquia.
  • 1639 - O zelo de Maria de Encarnação Guyart, Ursulina de Tours, a impele a atravessar os mares a fim de evangelizar o Canadá.No decorrer do século dezoito, as Ursulinas se estabelecem na Iuguslávia, Romênia, Brasil,Grécia, Irlanda e Luisiânia.
  • 1768 - A beatificação de Ângela Merici é para todos os conventos de Ursulinas, disseminados pelo mundo, a ocasião de se reagruparem espiritualmente em torno de sua fundadora e "Prima Madre".
  • 1789 - A revolução francesa aniquila as casas de Ursulinas da França e enfraquece a muitas na Europa. Entre as vítimas da Revolução acham-se também Ursulinas Mártires, sendo as mais conhecidas as Mártires de Valenciennes, beatificadas em1920 e as de Orange, beatificadas em 1925.
  • 1807 - 24 de maio: Canonização de Santa Ângela Merici.
  • No discurso do século dezenove, restaura-se uma centena de casas na França, tentando readaptar-se às necessidades da época.
  • Em outros países, particularmente na Bélgica (Tildonk), Holanda e Itália, surgem novas Congregações Ursulinas, hoje florescentes. A Ordem se estende também aos Estados Unidos, Austrália, Indonésia, Polônia, Inglaterra, Guiânia Inglesa e África do Sul.
  • 1859 - Monsenhor Richaudeau, Capelão das Ursulinas de Blois, envia sua primeira circular dirigida a todas as Ursulinas do mundo.
  • 1898 - União "Blois- Roma- Cálvi", fruto da ajuda de Blois propocionou às duas outras casas em penúria.Essa união é a origem de uma nova fase para vida das Ursulinas. Leão XIII , por intermédio do Cardeal Santolli, convida todos os conventos de Ursulinas a se unirem. As Prioras das comunidades que desejam a união são convocadas a Roma para o dia 15 de novembro de 1900.
  • 1900 - 28 de novembro: a União Romana de Santa Úrsula é aprovada, verbalmente, por Leão XIII. Resta, agora, uma obra de organização a ser empreendida.
  • 1903 - As Constituições de 1903 deixam aos conventos de Ursulinas, independentes de longa data, a autonomia das casa e a estabilidade das irmãs.
    Simultaneamente, o número de filiações a União Romana não para de crescer.
  • 1928 - Novas constituições pedem aos antigos mosteiros que abandonem parte de sua autonomia , para se tornarem membros ativos de sua Província e da União. Um entusiasmo missionário anima o Instituto.
    Novas casas são fundadas na China, na Tailândia, no Peru; e algumas religiosas partem generosamente para sustentar obras já existente. Mas o Instituto experimenta também provocações: expulsão de religiosas, fechamento de casas, de escolas católica...
  • 1969 - Em resposta à renovação adaptada, pedida pela Igreja a todos os religiosos, após o Vaticano II , o Capítulo especial revisa as Constituições de 1956, e escreve uma regra de vida "Levai uma vida nova", em consonância com os documentos conciliares e a evolução dos tempos. Será completada pelo Capítulo de 1917.
  • 1980 - Beatificação de Maria da Encarnação Guyart.
  • 1983 - Expirado o período de experiência, o Capítulo Geral completa o trabalho dos Capítulos precendentes e prepara as Constituições e Estatuto da União Romana da Ordem de Santa Úrsula que apresenta à aprovação da Igreja.
  • 1984 - 24 de maio: Decreto de aprovação das Constituições.

Developed by PlaneStone
Copyright © 2017 - Ursulinas da União Romana.
Proibida a cópia total ou parcial sem prévia autorização. Todos os direitos reservados.